Homem é preso por sobrevoar Buenos Aires para driblar trânsito

Categoria:
publicado em 27/04/2011 às 18h05:

Homem é preso por sobrevoar
Buenos Aires para driblar trânsito

Jovem de 31 anos alegou que não queria se atrasar para uma entrevista de emprego
Do R7 com Efe
Reprodução/27.04.2011/ClarínReprodução/27.04.2011/Clarín
Homem disse que voou para realizar o sonho de presos no trânsito, mas imprensa local afirma que foi uma ação publicitária

Publicidade<script language="JavaScript" type="text/javascript">document.write('<a href="http://mfp1.adnetwork.com.br/mfp/adnetwork/maestro/rm/$d=426$u=9019898803799245989$t=1$s=63$b=70207$cr=18414$f=16213$c=0$n=263816934$ct=http://clk.atdmt.com/QZ1/go/312660060/direct/01/" target="_blank"><img src="http://view.atdmt.com/QZ1/view/312660060/direct/01/263816934"/></a>');</script><noscript><a href="http://mfp1.adnetwork.com.br/mfp/adnetwork/maestro/rm/$d=426$u=9019898803799245989$t=1$s=63$b=70207$cr=18414$f=16213$c=0$n=263816934$ct=http://clk.atdmt.com/QZ1/go/312660060/direct/01/" target="_blank"><img border="0" src="http://view.atdmt.com/QZ1/view/312660060/direct/01/263816934" /></a></noscript>
Um homem foi preso nesta quarta-feira (27) em Buenos Aires por sobrevoar de parapente uma das principais avenidas da capital argentina, atraindo a atenção de diversas pessoas que passavam pelos locais.
Vestido com terno e gravata, o homem de 31 anos sobrevoou de parapente (parecido com um paraquedas), e acabou preso por colocar em perigo o espaço aéreo local.
Hernán Pitocco, que se definiu como um "profissional do parapente", garantiu aos jornalistas que queria realizar "o sonho dos que estão presos no trânsito", enquanto a imprensa local afirmou que na realidade se tratou de uma ação publicitária de uma marca de bebidas energéticas.
O homem sobrevoou monumentos e avenidas importantes da capital argentina e fez várias manobras sobre o Teatro Colón e o Obelisco.
Pitocco aterrissou no bairro portenho de Puerto Madero, à beira do Rio da Prata, onde oficiais da Prefeitura Naval prenderam-no alegando que estava "pondo em perigo o espaço aéreo nacional".
"Projetei o lugar de decolagem e um circuito de voo que não afetasse o tráfego aéreo nem a segurança de ninguém", sustentou o homem que afirmou que realizou provas similares na Europa, "embora com permissão das autoridades".
- A vista de Buenos Aires era incrível e todas as pessoas que passavam me cumprimentavam felizes. Acho que foi uma coisa agradável para o público e na realidade ninguém se sentiu prejudicado.Fonte R7

0 comentários:

Postar um comentário

Novo Face

diobiajos@hotmail.com